Taumatina: novo adoçante natural

Essa semana descobri por acaso um novo adoçante chamado Taumatina. Fiquei curiosa e fui pesquisar.  A Taumatina é um adoçante natural que vem da fruta, bem parecido com a Stevia. A substância é extraída de uma fruta chamada Katemfe, original do Sudão, na África. Ela foi descoberta em 1855 pelo cientista W.F. Daniell, que a descreveu como um poderoso adoçante e realçador de sabor e aroma em alimentos e bebidas locais. No entanto, a substância só começou a ser utilizada pelas indústrias na década passada.

thaumaINA

No Brasil, ela foi aprovada como um edulcorante não-calórico em 2008, pela ANVISA e segundo a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos Dietéticos não há evidência científica que demonstre que ela seja calórica. Regulamentada por autoridades regulatórias em países como todo o mundo como uma substância segura e natural, em diversos estudos científicos e toxicológicos. Logo, pode ser consumida por pessoas com diabetes, gestantes, crianças, entre outros.

Mas por quê só agora tem se falado na Taumatina? Segundo pesquisas, o uso dos adoçantes tem crescido nos últimos anos seguindo uma tendência natural de procura por alimentos mais saudáveis e naturais. Além disso, a Taumatina pode ser usada em todos os alimentos como bebidas, suplementos e também na cerveja sem álcool, pois reduz os sabores ácidos e realça o dulçor, os sabores frutal e da levedura.

Stevia X Taumatina 

As duas são muito parecidas já que são extraídas de alimentos naturais: a Stevia de uma planta e a Taumatina de uma fruta. No entanto, em relação à potência de adoçar há uma diferença. A Taumatina é cerca de 1.300 a 1.500 vezes mais doce que a sacarose. Já a Stevia é 300 vezes mais doce que a sacarose.

SweetLift-40g-50-envelopes-de-08g-Essential-Nutrition
Foto: Site Essential Nutrition

Pensando nisso, algumas marcas já lançaram seus produtos à base de Taumatina. A Essential Nutrition lançou o adoçante SweetLift, que é feito à base de Stevia e Taumatina. Sem calorias, não eleva a glicemia e promete não deixar sabor residual. O produto é isento de sacarina, ciclamato, aspartame, sucralose, glúten, lactose e conservantes, corantes e aromatizantes artificiais.  Além disso, não causa desconforto abdominal e não possui efeito laxativo.  Segundo a empresa, o produto também pode ser utilizado para cozinhar.  Preço R$ 21,50 ( o pacote vai com 50 sachês).

a660b03739db56be41b53cc8a8b5c84d (1)
Foto: Site Airon
Outra opção é o adoçante Fineswett da marca Airon, que usa Sucralose e Taumatina. O produto não leva sódio e promete também não deixar qualquer sabor residual. O frasco com 75ml custa R$7,34.

Já a empresa Flormel mudou a fórmula dos seus doces e, agora, todos são adoçados com a Taumatina. Chocolates, cocadas, geleias, entre outros, a marca possui uma infinidade de produtos. As novas versões contêm mais frutas e edulcorantes 100%naturais.

Foto: Facebook Flormel
Foto: Facebook Flormel

 

*Com informações da Revista Nutri Online.

 

You may also like

18 Comentários

  1. Muito bom seu texto, Bia! Adorei! Tenho 85 anos e convivo, desde 2002, com diabetes do tipo 2. Adoro doces e sempre estou procurando alternativas para o consumo de “delícias proibidas”. Vou acompanhar sua página! Obrigada! Abraços. Aída

  2. Boa tarde Bia. Agradeço desde já está partilha de informação importantíssima para a nossa pequena empresa. Elaboramos compotas de Cherovia, sem adição de açúcar, usando geleia de arroz. Mas gostaríamos de obter algo mais saudável e que não alterasse de alguma forma o sabor original da Cherovia. Como posso adquirir em Portugal?
    Cumprimentos
    Mário
    Cherosabor.doces
    cherosabor@gmail.com

    1. Boa tarde, Mário! Muito obrigada pela mensagem. Que bacana! Fiquei com vontade de provar as suas compotas hehe Poxa, em Portugal eu não sei…Aqui no Brasil algumas lojas online já estão vendendo… Tenta dar uma pesquisadinha no Google pra ver se já chegou aí. Acredito que sim. beijos e sucesso!

  3. Olá Bia! Sou diabética deste 2011 Tipo 1 e sempre estou procurando adoçantes novos.Onde posso adquirir tais produtos. Obrigada e um abraço.

    1. Olá, Maria Angela! Está bem difícil de achar esse adoçante à base de taumatina nas lojas. Eu já vi no supermercado Pão de Açúcar, em São Paulo. Mas eu sei que pela internet tem várias lojas que vendem. Dá uma pesquisadinha. Beijos

  4. Bia, muito bom seu texto. Só gostaria de fazer uma ressalva: a taumatina junto com a sucralose perde o sentido, porque sucralose é cancerígeno, na verdade é resultado de uma pesquisa sobre inseticida, ou seja, usam como adoçante, mas é um veneno! Taumatina e stevia, sim, são maravilhas pra saúde! Se você se interessar, pesquise no youtube um vídeo em que o dr. Lair Ribeiro fala sobre a sucralose, vale a pena. Bjo, querida.

    1. Oi, Cristina!
      Obrigada pelo comentário!
      A sucralose é cancerígena se esquentada, segundo a pesquisa da Unicamp.
      É difícil ingerir algo 100% natural se esse “algo” já passou por algum processo industrial.
      O que a gente tenta é escolher as menos piores opções, rsrs.
      Beijos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *