Anvisa aprova glicosímetro não-invasivo

cnoga-images-02

Está perto o fim das picadas para medir a glicose no sangue. A empresa CNOGA Medical Ltd. anunciou que já recebeu a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para vender no Brasil seus dispositivos não-invasivos de medição de glicose. O Combo Glucometer é o primeiro aparelho que não utiliza picadas nos dedos e nem sensor na pele para medir o nível de açúcar no sangue.

cnoga-images-01Segundo a empresa, o dispositivo usa um sensor de imagem de cor em tempo real e algoritmos para medir com precisão os níveis de glicose a partir de capilares sanguíneos na ponta dos dedos dos pacientes sem picada da lanceta, retirada de sangue ou dor. A medição pode ser feita quantas vezes for necessário sem acréscimo de custo. O usuário vai poder acessar pelo computador ou celular os dados das glicemias.

Inicialmente, o aparelho vai ser indicado para pacientes diabéticos tipo 2, acima de 18 anos, pois temem que as variações bruscas possam não ser medidas com precisão. Mas a empresa está trabalhando para que no futuro os pacientes tipo 1 também possam usar.

O aparelho precisa de calibração nas primeiras duas semanas, ou seja, o paciente deverá fazer as glicemias capilares, nas pontas dos dedos. Mas a diferença em relação aos outros aparelhos no mercado está que o dispositivo avisa quando não precisa mais de ajustes.  A previsão do lançamento é para o final do ano, inicialmente o aparelho será vendido para médicos pelo preço médio de R$ 3.200,00.

Para mais informações, acesse o site da CNOGA.

Fotos: Site oficial CNOGA

 

 

 

You may also like

47 Comentários

  1. tenho dois filhos uma de 19 anos, desde seus 5 anos ém1 e um de 11 anos desde os 8 anos m1 ele vai receber a bomba , ela ainda não mesmo com tantas complicações ,esta com os juizes ,gostaria muito de fazer o texte .com os dois o memino reclama muito de furar os dedos mais de 6 x ao dia, a insulina ele não reclama muito….

    1. Aos amigos, que assim como eu, sofrem na própria pele ou de entes queridos, esqueçamos o preço é lembremos que existe Justiça tbem para isso. Que venham os aparelhos, e aí vamos a Justiça exigir o que nos é de direito, lembremos tbem que no final das contas gastamos valores bem altos para adquirirmos as fitas, sendo assim os valores acabam se equivalendo

  2. Se usando o libre que tem sensor e mede o líquido intersticial as medidas já são uma loucura de diferença, não aposto muito mas toda tecnologia é muito bem vinda!! Isso mesmo sempre em busca do melhor!!

  3. Meu filho tem diabetes tipo 1, o aparelho não está liberado por qual motivo?
    Seria ótimo que fosse liberado, tem possibilidade de liberação em quanto tempo?

    1. Não está liberado pq a DM tipo 1 promove uma variação de nível de glicemia muito alto em pouco tempo e o aparelho pode não conguir identificar (foi isso que estendi no texto), mas se td der certo em breve sairá o modelo de aparelho pro tipo 1!

  4. Com esse preço está claro que vou continuar a sofrer com as dores da picada. O preço é incompatível com meus provimentos. E ainda dizem que saúde é prioridade!!

  5. Graças a Deus que a ciência médica tem avançado na busca de conforto a sociedade.
    Esperamos com ansiedade os resultados para diabetes 1.
    Só quem tem um na família sabe dar valor as descobertas.

  6. Excelente noticia, para nos diabéticos tipo 2, apesar de muito caro.
    Como se trata de um instrumento de medição e, principalmente, ligado à saúde, enviei e-mail à Ouvidoria do Inmetro para saber se eles estão ou irão aprovar e fiscalizar este produto
    Abs

  7. Seria maravilhoso não ter mais que conviver com as dolorosas picadas! Infelizmente o custo alto não bate com a realidade de muitos pacientes.

  8. Adorei tenho diabetes e é terrível furar os dedos toda vez gostaria muito de fazer os testes pois ja vi que sera difícil comprar por rste valor.

  9. Continuarei a furar meus dedinhos, tenho 32 anos e sou diabética desde os 6 anos. O diabetes tipo 1 que necessita mais deste aparelho e fazem um para diabetes tipo 2. Precisamos de mais atualizações para diabéticos, mais novidades.

  10. Estou cansado de ler notícias e notícias sobre equipamentos revolucionários para diabetes. Todo mês é uma notícia, adesivo, máquina via digital,etc, etc,etc. Se ele funciona mesmo e custa 3.200, tenho um bebê de 5 anos diabético tipo 1. Se alguém tiver vendendo o equipamento eu pago 20.000. Só não quero furar meu filho e ficar com falsas esperanças. Desculpe-me

  11. Bom fico feliz por um lado e triste por outro, pois tudo que surge de novo vem com valores onde só uma classe da sociedade pode adquirir, 3200 só medico mesmo. Espero um dia milagres como esse ser acessíveis a todos que necessitam.

  12. Fico muito feliz em saber dessa nova novidade…estoi cansada de ser picada…tenho tb uma sobrinha de 10 anos tb diabética ela sofre muito. ..

  13. Se é necessária uma calibração por duas semanas, como os médicos poderão usar de forma confiável e imediata em diagnósticos e emergências?

  14. Essa ideia é muito boa pois é difícil ficar sempre com os dedos doloridos e furados acho que só poderia ser mais barato pq nem TDs tem renda pra comprar .

  15. Tenho do tipo 2 à 20 anos faço destro 3xao dia e tomo 6 picadas ao dia. Uso insulina de 2 tipo. Total 9 picadas ao dia. Mas esse valor seria impossível. Não tem outra alternativa. Obrigada

  16. entrem no site CNOGADistribuidor na reportagem acima
    Será vendido somente para os médicos por ser um aparelho fabricado no exterior e será importado agora após aprovação..

  17. Tudo nessa vida tem seu lado bom mas também tem o lado ruim; o bom é que você poderá olhar a glicemia mais vezes e com isso ter um melhor controle sem falar de ficarmos livre das picadas. E o lado ruim é o valor.

  18. Pessoal, visto q o novo aparelho dispensa as terríveis furadas e, com o preço exorbitante das fitas, o custo benefício é maravilhoso. Pensem bem. Só o conforto de ficar pelo menos sem as picadas para a dosagem, afe…

  19. O problema do Libre é que vem com apenas dois sensores que da segundo o que li para 14 dias cada. Depois voce tem que adquirir os sensores que também segundo eu li custam aprox R$ 260,00 cada. isto é verdade?

  20. Estamos tentando informações e também adquirir o produto e não conseguimos contato,já ligamos para: (11)3079 02 83 / 94551 58 24, e também pelo e-mail: contato@cnoga.com.br, em vão pois por telefone ninguém atende e o e-mail nunca nos foi respondido.

    1. Olá, Antônio!
      Quando entrei em contato com a empresa para escrever a matéria, me informaram que ainda estavam aguardando uma última aprovação dos órgãos competentes para poder colocar o produto à venda no mercado.
      Vou tentar entrar em contato com eles novamente e, se tiver alguma novidade, eu volto para contar para vocês.
      Obrigada pela visita e pelo comentário!
      Beijos

  21. Boa Noite. Não estamos conseguindo contatar com a empresa que vende este produto. Já telefonamos e mandamos mensagem e até agora não houve resposta.
    Há outro contato com que possamos conversar para adquirir o produto?
    Aguardamos resposta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *