Waffle de aveia e coco

Pessoal,

Receita gostosa e fácil de fazer! Essa receita eu retirei do livro Detox Dia Dia, da nutricionista Astrid Pfeiffer. Além de ser saboroso, esse waffle tem um mix de farinhas que é excelente, pois são integrais e sem glúten. As fibras evitam o rápido aumento do açúcar no sangue, além de dar saciedade e ajudar no funcionamento intestinal.  Essa semana postei resenha desse livro, só clicar aqui.

20160915_165729

Ingredientes:

  • Essência de baunilha (ou fava de baunilha)
  • 5 colheres de sopa de farinha de arroz integral (50g)
  • 4 colheres de sopa de aveia em flocos (30g)
  • 3 colheres de sopa de farinha de coco (20g)
  • 2/3 de xícara de leite de castanha de caju ou leite de arroz com amêndoas, ou leite de amêndoas ou leite de aveia (160ml)
  • 3 colheres de sopa de óleo de coco (45ml)
  • 1 colher de sopa de adoçante culinário (opcional)
  • Canela à gosto (opcional)

Modo de fazer: Misture todos os ingredientes em um recipiente até obter uma massa consistente. Com uma colher, coloque a massa nas forminhas de waffle ou faça em porções pequenas tipo panqueca na frigideira antiaderente. Cozinhe no fogo baixo para não queimar a massa até dourar.  Essa receita rende 2 waffles de tamanho médio.

Leite de castanha de caju :Bata no liquidificador 35g de castanha de caju cruas sem sal com 1 xícara de água filtrada (240ml) até triturar bem as castanhas. Coe em um voal ou peneira até extrair todo o líquido. Você pode utilizar o resíduo como uma ricota, só temperar com azeite e ervas.

O creme fiz com o restante do leite de castanha de caju com cacau e adoçante. Só levei ao fogo baixo até engrossar. Depois, salpiquei um pouco de coco ralado por cima. Use sua criatividade 😉

Continuar lendo

Biomassa de banana verde: saiba como fazer e conheça seus benefícios

Você já deve ter visto em blogs ou sites sobre a tal da biomassa de banana verde. Longe de ser algo complicado de fazer (complicado é achar a banana bem verde, rs), este alimento é super benéfico para a saúde. Como estou com muuuuuita vontade de comer doce e com o apetite um pouco maior, a nutricionista me recomendou ingerir mais alimentos com fibras e que ajudem a alimentar as bactérias do bem do intestino. E um desses alimentos é a biomassa de banana verde.

122e11dd-4183-4bd6-a45e-839784c2f7f4

E por quê a banana verde é boa pra isso?  A banana verde tem um amido muito resistente, que é uma fibra e,  por isso, ajuda no trânsito intestinal, no combate ao colesterol ruim e no controle glicêmico. Além de ser um alimento prebiótico, ou seja, alimenta as bactérias do bem do nosso intestino. E por quê isso é bom? Porque essas bactérias do bem são a nossa defesa contra diversas doenças e quando estamos com a população de bactérias boas em baixa, temos mais vontade de comer doces, além de reduzir a absorção de nutrientes dos alimentos. Então, vamos dar um gás nas nossas amiguinhas! 😉

Você só vai precisar:

  • bananas bem beeeeeem verdes
  • água
  • panela de pressão
  • liquidificador ou mixer ou processador

Algumas dicas importantes:

  • A banana pode ser de qualquer tipo (prata, nanica, ouro, etc) mas tem de estar bem bem bem verde, ok?
  • Evite comprar a banana verde em supermercados, pois eles colocam-as em estufas e isso acaba amadurando a fruta. Então, opte pela banana da feira ou se você conhecer alguém que tem a bananeira, melhor ainda!

Modo de preparo:

Corte com uma faca as bananas do cacho com muito cuidado. É importante que ao cortar do cacho com a faca, você preserve aquele bico para que ela vá bem fechadinha para a panela de pressão. Ela não pode ir pra panela exposta, ok?

Lave as bananas com água e sabão pra tirar toda a sujeirinha que estiver na casca.

Coloque primeiro a água pra ferver na panela. E só depois coloque as bananas. É importante esse choque térmico.

Feche a panela e deixe cozinhar por 10 minutos após pegar pressão, em fogo alto. Depois, apague o fogo e deixe que saia aos poucos a pressão da panela. Você vai perceber se a banana cozinhou mesmo, quando ao abrir a panela você vê-las com a casca meio abertinha. Esse é o ponto.

O ideal é triturar a banana em um mixer ou processador porque faz mais rápido. Mas dá pra fazer no liquidificador, só coloque aos poucos a banana picada para ajudar bater e não sobrecarregar o motor, ok?

Coloque meia xícara de água ou 1 xícara de água quente filtrada (não é a água do cozimento, aquela você joga fora junto com as cascas) para bater com as bananas. Isso ajuda a dar textura a biomassa.

Na geladeira, a biomassa de banana verde só dura 3 dias. Então, o ideal é você congelar em pequenos potes ou numa caçamba de gelo e ir usando aos poucos no dia a dia. Essa biomassa serve tanto para receitas doces ou salgadas, pois o gosto é neutro.

Espero que gostem!

Essa semana vou postar receitinhas usando a biomassa.

OBS: Para saber se você pode consumir este alimento, procure uma nutricionista. Somente um profissional capacitado poderá lhe orientar sobre o que você pode consumir. Aqui, somente expresso minhas vivências e experiências.

Beijos!

 

 

 

 

Continuar lendo